STJD definirá o Campeonato Brasileiro 2013

Julgamento da situação da Portuguesa, Flamengo, Vasco e Fluminense definirão os rebaixados para a série B em 2014.

Criciúma poderá cair dependendo dos resultados do rebaixamento.

Torcidas estão apreensivas com o resultado do julgamento. Ninguém quer a Série B em um ano de Copa do Mundo. Ainda mais uma copa no Brasil.

Os resultados podem motivar os times rebaixados a buscarem a Justiça Comum ou a Corte Arbitral do Esporte, na Suíça.

Outra corrente já defende um campeonato em 2014 que seja inchado para 24 clubes e regulamento com dois grupos e mata-mata.

E assim o Bom Senso F.C. e o Estatuto do Torcedor vão sendo enfraquecidos.

Anúncios

Post #39 – Previsões para a Rodada da Série A

Sábado, 12 de julho
18h20 Fluminense 1×0 Vitória Maracanã Rio de Janeiro
18h20 Goiás 1×1 Coritiba Serra Dourada Goiânia
Domingo, 13 de julho
16h00 Santos 1×2 Botafogo Vila Belmiro Santos
16h00 Atlético-PR 2×1 Internacional Arena da Baixada Curitiba
16h00 Ipatinga-MG 0x1 Figueirense Ipatingão Ipatinga
16h00 Cruzeiro 2×2 Atlético-MG Mineirão Belo Horizonte
16h00 São Paulo 1×2 Palmeiras Morumbi São Paulo
18h10 Grêmio 2×0 Portuguesa Olímpico Monumental Porto Alegre
18h10 Náutico-PE 2×2 Sport Aflitos Recife
18h10 Flamengo 3×1 Vasco Maracanã Rio de Janeiro

Post #34 – Os argentinos nunca assumem suas derrotas

http://www.ole.clarin.com/notas/2008/06/05/copalibertadores/01687498.html

Chega a ser ridídula a postura do diário Olé argentino, mesmo todos nós brasileiro sabendo que o diário fala de um jeito muito apaixonado com seu torcedor.

Uma postura que beira o anti-profissionalismo, trazendo para seus leitores, textos que não exprimem a verdade do que ocorreu em camo, e tornam ainda mais patéticas as frases, ditas sagradas, pelos jornalistas brasileiros em supervalorizar o Boca Juniors, chamando-os de qualquer superlativo, como Poderoso Boca Juniors. Poderoso já poderia ser marca registrada do Corinthians, que inventou o Todo Poderoso Timão e toda hora falam desta maneira para o Boca.

Que na minha opinião era um Boca Meia-Boca jogando essa Libertadores da América, muito inferior a outros times boquenses que já vi jogar o torneio.

Mas o pior de tudo é o inconformismo que o diário Olé prega em sua matéria no link acima. Acham que o resultado de 3-1 foi irreal, não refletiu a partida. 3-1 sempre é um resultado que mostra superioridade absoluta de um time. Ainda mais da forma com que os gols foram feitos, e seus momentos na partida. É claro que eu excluo o segundo gol, pois foi um gol de um lance de sorte, mas até aí, com 2-1 no placar, o Boca tinha que tentar algo a mais fora de seus domínios, onde justamente no mata-mata deste ano jogou suas melhores partidas. E o empate levaria a decisão para os pênaltis, temíveis por qualquer jogador de futebol.

O que tem de mais legal no diário Olé, ao menos hoje, são as charges dos torcedores do River, que como bons torcedores do time rival, secaram a pimenteira e goraram o máximo que puderam o time do Boca. E deu certo.

Mas o diário Olé poderia ser um pouco menos apaixonado com as matérias que escreve, ser um pouco mais jornalístico e narrar os fatos, com olhos argentinos, claro, mas com olhos de jornalistas com credibilidade e não com olhos de torcedores que publicam matérias neste jornal.

Post #31 – Saga, capítulo dois. Sport x Fluminense

Dodô, você é o cara!

Entrou no segundo tempo na vitória por 3-1 diante do São Paulo na Libertadores, fez um gol e ajudou o time a se classificar para uma inédita Semi-Final do torneio continental.

<!– @page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21cm } –>

Mas fez lambança no final de semana na Série A do Campeonato Brasileiro.

Dodô, você era o cara?

Como pôde perder um pênalti? Ainda mais naquele momento do jogo, onde um gol traria o empate para casa, já nos acréscimos do segundo tempo contra o Sport. Já havia feito um golaço de falta há poucos instantes, com barreira, defesa e goleiro a postos, muito mais difícil. Bateu um pênalti real muito mal batido. E não vêm me dizer que o Sport é tudo isso e vai concorrer ao título da Série A só por fazer uma boa campanha na Copa do Brasil, pois o Sport está com sorte no momento. Existem times melhores hoje do que ele, e o Flu é melhor, mesmo pensando na Libertadores e no Boca Juniors.

Voltando ao Dodô. Será que todo grande jogador não sabe bater pênalti? E especialmente em momentos decisivos da partida? Dodô é exaltado pela imprensa em geral depois de péssimos momentos no futebol e ele deu a volta por cima.

Mas nesta rodada, vou postar no episódio da Saga que o Fluminense perdeu um ponto e o Sport ganhou mais 2. É claro que esse ponto que o Flu perdeu não vai contabilizar para o nada possível rebaixamento do time hoje, mas quem sabe os 2 a mais que o Sport ganhou farão a diferença para ele lá na frente.